-- 12:18:00
OBRIGADO PELO SEU ACESSO - VOLTE SEMPRE, DEIXE SUGESTÕES (99) 98108 - 9864
Rádio Online

Levante a voz pela Amazônia, Não é hora de desvarios e descalabros em juízos e falas - Diz CNBB em relação as queimadas na AMAZÔNIA


Levante a voz pela Amazônia - Não é hora de desvarios e descalabros em juízos e falas
Estamos Vivenciando um caos na mídia Brasileira onde o importante é apontar o dedo, uns defendem outros criticam, tem até quem fale besteira visivelmente, mas a defesa da AMAZÔNIA de verdade só fica no papel como sempre esteve, mas extrair seus recursos direto se ver nas GRANDES MÍDIAS. O que fazer diante desses problemas, que não é de agora, desmatamento, focos de incêndio, muitos trabalhos irregulares, e ninguém faz ou fez nada, porque será? tem alguém e por traz disso tudo que se aproveita em favor de si próprio?

Fisicamente a possibilidade de um fogo iniciar do nada? Avaliando todo esse andar de carruagem em meio tiroteio de gente Grande sinceramente não sabemos em quem confiar, só mesmo na Divina Providencia de Deus que com seu amor e justiça sabe o que fez, faz e irá fazer, pois entregue aos homens será um fracasso na certa.

O Portal Acesso Cristão esta com Deus, com a Igreja em defesa da vida, da nossa casa comum.
Vamos refletir com essa frase, que aparentemente parece politica, mas não é.
"Eles não estão preocupados com o BEM da Amazônia. Eles estão preocupados com os BENS da Amazônia"


O povo brasileiro, seus representantes e servidores têm a maior responsabilidade na defesa e preservação de toda a região amazônica. O Brasil possui significativa extensão desse precioso território, com o rico tesouro de sua fauna, flora e recursos hidrominerais. Os absurdos incêndios e outras criminosas depredações requerem, agora, posicionamentos adequados e providências urgentes. O meio ambiente precisa ser tratado nos parâmetros da ecologia integral, em sintonia com o ensinamento do Papa Francisco, na sua Carta Encíclica Laudato Si’, sobre o cuidado com a casa comum.

“Levante a voz pela Amazônia” é um movimento, agora, indispensável, em contraposição aos entendimentos e escolhas equivocados. A gravidade da tragédia das queimadas, e outras situações irracionais e gananciosas, com impactos de grandes proporções, local e planetária, requerem que, construtivamente, sensibilizando e corrigindo rumos, se levante a voz.
O Sínodo dos bispos sobre a Amazônia, outubro próximo, em sintonia amorosa e profética com a convocação do Papa Francisco, no cumprimento da tarefa missionária e da evangelização, é sinal de esperança e fonte de indicações importantes no dever de preservar a vida, a partir do respeito ao meio ambiente.
É hora de falar, escolher e agir com equilíbrio e responsabilidade, para que todos assumam a nobre missão de proteger a Amazônia, respeitando o meio ambiente, os povos tradicionais, os indígenas, de quem somos irmãos. Sem assumir esse compromisso, todos sofrerão com perdas irreparáveis.
É urgente que os governos dos países amazônicos, especialmente o Brasil, adotem medidas sérias para salvar uma região determinante no equilíbrio ecológico do planeta – a Amazônia. Não é hora de desvarios e descalabros em juízos e falas. “Levante a voz” na voz profética do Papa Francisco ao pedir, a todos os que ocupam posições de responsabilidade no campo econômico, político e social: “Sejamos guardiões da criação”.
“Levante a voz” para esclarecer, indicar e agir diferente, superar os descompassos vindos de uma prolongada e equivocada intervenção humana, em que predomina a “cultura do descarte” e a mentalidade extrativista. A Amazônia é uma região de rica biodiversidade, multiétnica, multicultural e multirreligiosa, espelho de toda a humanidade que, em defesa da vida, exige mudanças estruturais e pessoais de todos os seres humanos, Estados e da Igreja.
Secretário-Geral da CNBB

Vamos construir juntos uma nova ordem social e política, à luz dos valores do Evangelho de Jesus, para o bem da humanidade, da Panamazônia, da sociedade brasileira, particularmente dos pobres desta terra. É indispensável para promovermos e preservarmos a vida, na Amazônia e em todos os outros lugares do Brasil. Em diálogos e entendimentos lúcidos, que se “levante a voz”!
Brasília-DF, 23 de agosto de 2019 Dom Walmor Oliveira de Azevedo Arcebispo de Belo Horizonte – MG Presidente da CNBB Dom Jaime Spengler, OFM Arcebispo de Porto Alegre – RS 1º Vice-Presidente da CNBB Dom Mário Antônio da Silva Bispo de Roraima – RR 2º Vice-Presidente da CNBB Dom Joel Portella Amado
Bispo Auxiliar de S. Sebastião do Rio de Janeiro – RJ
COMPARTILHE VIA

Por - Portal Acesso Cristão

DEIXE SEU COMENTÁRIO ABAIXO PELO FACEBOOK

Regional nordeste 5