SEJA BEM VINDO AO PORTAL DE NOTICIAS ACESSO CRISTÃO - SEJA BEM VINDO AO PORTAL DE NOTICIAS ACESSO CRISTÃO
OBRIGADO PELA SUA VISITA - VOLTE SEMPRE
CLIQUE - AS 5 MAIS ACESSADAS DO MÊS NO PORTAL ACESSO CRISTÃO
Notícias da Igreja Católica Diocese de Coroatá
CLIQUE - FORMAÇÃO - CATEQUESE
CLIQUE E TENHA MAIS INFORMAÇÕES # SOU AMIGO ACESSO CRISTÃO
CLIQUE - NOTÍCIAS DE COROATÁ

Dom Sebastião Bandeira - Comunhão na Palavra, Setembro de 2018

Comunhão da Palavra, setembro de 2018.

“A sabedoria é um espírito amigo dos seres humanos” (Sb 1,6)

Cada ano, a Igreja do Brasil, escolhe um livro da Bíblia, para ser mais conhecido, meditado e rezado. Desta vez é o livro da Sabedoria, que nos ajudará a aprender a arte do viver bem, com Deus, consigo mesmo, com os outros e com a criação. Neste tempo, em que estamos vivendo um clima de incerteza, indecisão e de desencanto com a política no Brasil, conhecer este livro, ajudará a entender o sentido do que é o exercício do poder e a perceber o esforço que uma comunidade fez para manter a sua fé, em uma época de mudança, onde as riquezas culturais e religiosas do passado estavam ameaçadas. Em nossa Diocese começa a preparação para o Sínodo da Amazônia, convocado pelo papa Francisco e que ocorrerá no próximo ano. Durante este mês, farei a minha quarta viagem á Alemanha, para visitar benfeitores e entidades que continuam ajudando à nossa Igreja nos seus projetos sociais e de evangelização.

Este livro foi escrito em grego, no final do século primeiro, antes de Cristo, na colônia judaica de Alexandria, importante cidade do Egito. O título aponta para a “Sabedoria” como tema principal. “A Sabedoria se mostra facilmente a quem tem amor e se deixa encontrar por aquele que a procura” (Sb 6,12).  Contudo, quando se vai adentrando no texto, percebe-se que o tema da justiça, que está muito ligada à sabedoria, vai tendo maior importância. “Amem a justiça, vocês que julgam a terra” (Sb. 1.1), pois a “justiça é imortal” (Sb. 1,15). “Conhecer-te é a justiça perfeita, e reconhecer teu poder é a raiz da imortalidade” (Sb 15,3). O objetivo desta obra é ajudar a comunidade a buscar permanecer no projeto de Deus, vivendo a justiça em meio a uma realidade determinada pela ânsia do prazer, pela negação da tradição dos seus antepassados e pela acolhida da religião pagã dos governantes da época. Para o autor a Sabedoria é o espírito ou dom de Deus criador e educador do ser humano na prática do direito e da justiça a serviço da vida e da felicidade do ser humano e do universo. Por isso ele insiste: “Não busquem a morte no erro da vida de vocês nem provoquem a ruína com as obras que praticam” (Sb1,12). É a consciência de que o erro é causado pelo próprio homem, “pois Deus não fez a morte nem se alegra com a destruição dos seres vivos. Ele tudo criou para que exista” (1,13-14).

O autor do livro acredita que Deus prepara os governantes para governar segundo a sua Sabedoria, e por isso cobra deles o exercício justo do poder, conforme a vontade divina. O julgamento dos governantes será mais severo, pois Deus terá mais misericórdia  com os pobres do que com os poderosos. Neste tempo, em que nos preparamos para as eleições, esta mensagem pode nos ajudar na conscientização do nosso povo, para participar com responsabilidade e interesse no exercício da construção de uma política onde os governantes e governados busquem a prática da justiça e da solidariedade, à luz dos valores da fé que professamos. Neste momento, deve-se viver o provérbio tão conhecido: “Procure acender uma vela em vez de reclamar da escuridão”.   O que nós poderemos fazer para melhorar a prática da política no  Brasil? 

Um grande abraço. D. Sebastião. Bandeira.
EVANGELIZE - COMPARTILHE VIA

SOBRE - Acesso Cristão

Somos um Portal de Mídia da Igreja Católica da cidade de Coroatá-MA. Nossa missão é evangelizar levando informação e conteúdo a respeito da Santa Igreja