OBRIGADO PELA SUA VISITA - VOLTE SEMPRE
CLIQUE - AS 5 MAIS ACESSADAS DO MÊS NO PORTAL ACESSO CRISTÃO
Notícias da Igreja Católica Diocese de Coroatá
CLIQUE - FORMAÇÃO - CATEQUESE
CLIQUE E TENHA MAIS INFORMAÇÕES # SOU AMIGO ACESSO CRISTÃO
CLIQUE - NOTÍCIAS DE COROATÁ

EVANGELIZAR É PRECISO

Padre João Evangelista - Editorial, Junho de 2018


Na presente edição, partilho a reflexão da Exortação Apostólica Evangelli Gaudium, do papa Francisco: “a realidade é mais importante do que a ideia”. 

Inspiração que nos ajuda a entender o mês de junho, voltado para a realidade festiva do nosso povo, que celebrou três santos populares: Santo Antônio (dia 13); São João Batista (dia 24) e São Pedro (dia 29). É um mês de festividade, contagiado pela alegria e devoção, tornando a ideia uma realidade concreta e envolvente, chamada Festa Junina. 

Uma festa popular, que não é simplesmente uma ideia, é uma realidade presente na vida do povo, trazida pelos colonizadores portugueses, que no início, era uma ideia em construção, e tornou-se cultura. Com a colonização, destacam-se algumas características: civilizar, exterminar, explorar, povoar, conquistar e dominar. Os termos estão ligados às relações de poder de uma civilização sobre a outra através do domínio.  

Infelizmente, a ideia de colonização continua presente na vida do povo, basta entender a realidade política do Brasil atualmente. Tem muitas pessoas pedindo a volta da ditadura, com ideias de moralização da política pela força da violência. Isto implica um retrocesso histórico, e causa incerteza no futuro, de modo que modelo neoliberal toma a iniciativa política, com ajustes que não favorece os fragilizados, alargando a desigualdade social.

A cultura individualista gera insatisfação, cria fragilização dos vínculos afetivos e efetivos, e perde o sentido de proximidade. São desafios do “individualismo pós-moderno e globalizado favorece um estilo de vida que debilita o desenvolvimento e a estabilidades dos vínculos entre as pessoas e distorce os vínculos familiares” (EG 67). Cria indiferença em ralação ao outro e aumenta a exclusão social, que origina sequelas de desemprego e falta de perspectiva. 

A crise política, que vive o Brasil, tem repercutido na vida de nossa Igreja. Cresce o sentimento de desencanto e de apatia em relação aos rumos da vida político-partidária no país, nas várias instâncias do poder. 

Em fim, diante de problemas como crise política, econômica e social, além de diferentes formas de anulação a direitos, é necessário viver o espírito de uma Igreja em saída. O Papa Francisco coloca como obrigação da comunidade “acompanhar, discernir e integrar a fragilidade” e, nos desafia a sair em direção aos outros e sujar pés e mãos para socorrer os necessitados. “Muitas vezes é melhor diminuir o ritmo, pôr de parte a ansiedade para olhar nos olhos e escutar, ou renunciar as urgências para acompanhar quem ficou caído à beira do caminho” ( (EG 46).

Padre João

EVANGELIZE - COMPARTILHE VIA

SOBRE - Acesso Cristão Noticias da cidade Coroatá

Somos um Portal de Mídia da Igreja Católica da cidade de Coroatá-MA. Nossa missão é evangelizar levando informação e conteúdo a respeito da Santa Igreja