OBRIGADO PELA SUA VISITA - VOLTE SEMPRE

Internet é na X Fiber Coroatá

CLIQUE - AS 5 MAIS ACESSADAS DO MÊS NO PORTAL ACESSO CRISTÃO
Notícias da Igreja Católica Diocese de Coroatá
CLIQUE - FORMAÇÃO - CATEQUESE
CLIQUE E TENHA MAIS INFORMAÇÕES # SOU AMIGO ACESSO CRISTÃO
CLIQUE - NOTÍCIAS DE COROATÁ

Acesso Cristão: Batismo do Senhor - Por que então valorizar o dia do nosso batizado?


Depois das celebrações de Natal e da Epifania do Senhor, a Igreja nos propõe celebrar essa outra grande festa de Jesus, o dia do seu Batizado. Se bem que Jesus não foi batizado logo depois que nasceu, mas por seu primo João aos 30 anos, é interessante que a festa esteja próxima do Natal e mais precisamente na transição do tempo do Natal para o tempo ordinário da liturgia. O Batismo nos insere na vida da Igreja, nos faz filhos e filhas de Deus, nos infunde a fé que é chamada a crescer justamente no dia a dia do nosso tempo ordinário.

E é justamente pelo batismo que passamos “a vela da fé de mão em mão” como disse o Papa Francisco em sua homilia dessa festa no ano passado. E essa luz vem desde os tempos de Cristo, dos inícios da Igreja. A fé que recebemos hoje é a mesma fé dos apóstolos, guardada e cuidada pela Igreja durante todos esses anos. No dia do nosso batizado entramos para a família de Deus, herdeiros dessa tradição de fé.

No dia do nosso batizado entramos para a família de Deus, herdeiros dessa tradição de fé. E se nesse dia ainda somos crianças demais para entender o que está acontecendo, isso não quer dizer que não seja bom receber essa graça de Deus, da mesma maneira que ninguém espera a criança crescer para dar-lhe de comer, mas justamente o contrário, dá-lhe de comer para que cresça e fique forte fisicamente.

No Batismo, recebemos a fé que precisa ser amadurecida e formada para que seja um dia assentida, ou seja, que chegue o dia em que cada um livremente possa se aderir a ela com o seu próprio sim a Deus. Em termos de sacramento, esse é o dia da Confirmação ou da Crisma.
Com relação a isso, sempre me lembro do começo da segunda carta de São Paulo a Timóteo que mostra a importância dessa transmissão da fé autêntica em família. Ela diz o seguinte: “Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Loide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti”. (2 Tim 1,5). Em Timóteo, o batismo deu o fruto que precisa dar em todos nós, uma fé não fingida, mas viva e autêntica.

Por que então valorizar o dia do nosso batizado?
Por exemplo, sabendo que dia foi esse, é um primeiro passo para retomar o caminho dessa fé autêntica. Podemos fazer-nos a seguinte pergunta: “Como cresceu a fé que eu recebi desde lá? Eu posso dizer que a fé da Igreja é também a minha fé?” E vale lembrar que essa fé nunca pode ser uma imposição, mas só é verdadeira se é fruto de um assentimento livre e maduro.
Peçamos ao Espírito Santo, que veio a Jesus no dia do seu batizado, que ilumine também a fé que cada um de nós recebeu, para que ela cresça cada dia e que o nosso próprio Batismo dê os frutos de santidade que Deus deseja para nós e para o mundo que tanto precisa.

COMPARTILHE:
google

SOBRE - Acesso Cristão Noticias da cidade Coroatá

Somos um Portal de Mídia da Igreja Católica da cidade de Coroatá-MA. Nossa missão é evangelizar levando informação e conteúdo a respeito da Santa Igreja

0 comentários :

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO