OBRIGADO PELA SUA VISITA - VOLTE SEMPRE

Internet é na X Fiber Coroatá

CLIQUE - AS 5 MAIS ACESSADAS DO MÊS NO PORTAL ACESSO CRISTÃO
Notícias da Igreja Católica Diocese de Coroatá
CLIQUE - FORMAÇÃO - CATEQUESE
CLIQUE E TENHA MAIS INFORMAÇÕES # SOU AMIGO ACESSO CRISTÃO
CLIQUE - NOTÍCIAS DE COROATÁ

Comunicação na Igreja Católica, arquidiocese de São Luís promove encontro para debate.


A fim de debater sobre a evangelização em um mundo extremamente digitalizado e como atrair fiéis em uma sociedade marcada por tantos dispositivos tecnológicos, cerca de 100 pessoas entre agentes de pastorais de diversas paróquias, movimentos e comunidades da arquidiocese de São Luís (MA) participaram do I Encontro de Comunicadores Arquidiocesano, que aconteceu no último domingo (11), no Centro Social do Santuário da Conceição.

Em tempos de supervalorização da tecnologia digital, com exposição sem limites dos jovens na internet ou mesmo com as relações pessoas sendo prejudicadas pelo uso excessivo de aplicativos de celulares, a Igreja Católica passou a repensar sua atuação.
Os debates sobre “A comunicação na Arquidiocese de São Luís à luz do Diretório de Comunicação” foram conduzidos pela consultora Rosane Borges, que é doutora em Jornalismo pela Universidade de São Paulo (USP) e membro da equipe que elaborou o Diretório de Comunicação da Igreja do Brasil, lançado em 2014. Ela destacou como aspecto fundamental da comunicação a necessidade de criar vínculos, desconstruindo a tendência de se dar mais importância aos aparatos técnicos e tecnológicos do que às relações humanas.
“Sem vínculo não há comunicação. Precisamos imaginar, por exemplo, até que ponto o que digo é interessante para o outro”, frisou a consultora, ao comentar as iniciativas de comunicação das paróquias ou mesmo a postura dos padres nas homilias das missas. “Se ele não convence na homilia, deixa de ser um instrumento de comunicação e o fiel não volta”, ressaltou.
Parte dos problemas de comunicação que a Igreja enfrenta, na opinião de Rosane Borges, deve-se à resistência inicial à mídia. “A Igreja passou por um déficit histórico-cultural. Quando ela se abriu para comunicação, ainda foi com uma visão parcial e limitada. Mas a Igreja precisa do impulso renovado que vem da comunicação”, afirmou.
Depois dos debates, foram construídos grupos para apresentação de encaminhamentos ao planejamento de comunicação arquidiocesano. O encontro de comunicadores foi encerrado com uma santa missa, celebrada pelo padre Gutemberg Feitosa.
Comunicação na arquidiocese 
O I Encontro de Comunicadores Arquidiocesano foi organizado pela Comissão para a Comunicação da arquidiocese de São Luís, que passou a ter nova coordenação em 2014. Quando os novos coordenadores assumiram, foi feito um levantamento junto ao clero e apenas 19 paróquias da arquidiocese possuíam trabalhos de comunicação. Depois de quase um ano de articulação e reunião em todas as foranias, esse número cresceu para 24 grupos entre pastorais, ministérios e secretarias de comunicação. “Nosso trabalho é articular e animar esses grupos de comunicação. O desafio agora é integrar as ações na arquidiocese e manter uma unidade”, destacou o coordenador da Comissão para a Comunicação, Ricardo Alvarenga. 

COMPARTILHE:
google

SOBRE - Acesso Cristão Noticias da cidade Coroatá

Somos um Portal de Mídia da Igreja Católica da cidade de Coroatá-MA. Nossa missão é evangelizar levando informação e conteúdo a respeito da Santa Igreja

0 comentários :

Postar um comentário

MUITO OBRIGADO PELO SEU COMENTÁRIO