-
-

APOIADORES: ----- CONGREGAÇÃO FRANCISCANAS DE SIESSEN -------- MARCELO DIAS ----- ELIELTON ---- EDY LEMOS ---- COSME SOUSA ---- APOIADORES ------- CONGREGAÇÃO FRANCISCANAS DE SIESSEN ----MACELO DIAS ---- ELIELTON ----- EDY LEMOS ---- COSME SOUSA ---- APOIADORES ------ CONGREGAÇÃO FRANCISCANAS DE SIESSEN ----- MACELO DIAS ----- ELIELTON ------ EDY LEMOS ------ COSME SOUSA ----- APOIADORES -----CONGREGAÇÃO FRANCISCANAS DE SIESSEN ----- MACELO DIAS ---- ELIELTON ----- EDY LEMOS ----- COSME SOUSA .

Comunhão na Palavra, Com Dom Sebastião - Novembro de 2017.

“Vós sois o sal da terra e a luz do mundo” Mt. 5,13-14

Começará neste mês, na festa de Cristo Rei, dia vinte e seis, o Ano dedicado aos cristãos leigos e leigas. Depois de termos publicado um documento sobre a vocação e missão do leigo, nós, bispos do Brasil, achamos importante oferecer uma oportunidade para ao longo do ano, celebrar a presença e organização dos leigos em nosso país, aprofundar sua identidade, vocação, espiritualidade e missão, visando testemunhar Cristo e seu reino na nossa sociedade. Em nossas comunidades, encontramos tantos homens e mulheres que assumem tarefas internamente na vida da Igreja, mas tem dificuldade de agir no ambiente em que vivem. Os mesmos que animam a liturgia podem às vezes dar contra testemunho na família, e na vida política. O tema que iluminará este ano será: Cristãos leigos e leigas, sujeitos na ‘Igreja em saída’ a serviço do Reino. Com a graça de Deus, estarei brevemente, realizando a visita pastoral, em Nina Rodrigues, para animar a fé  do povo que nos espera com alegria e esperança.

          “Vós sois o sal da terra e a luz do mundo” Mt. 5,13-14

O sal e a luz sempre foram símbolos escolhidos para explicar a vocação e missão do leigo no mundo de hoje. O sal deve penetrar no alimento para dar sabor. Deve desaparecer, deixando marcas de sua presença. A luz, ao contrário, deve brilhar,  ficar bem exposta, para ampliar a sua atuação e sua eficácia. Estes dois movimentos, o desaparecer e o aparecer devem acontecer, no seu tempo próprio, na vida do cristão leigo, discípulo missionário de Jesus.  O desaparecer acontece quando o cristão está presente no mundo, vivendo seus problemas e suas dificuldades, sofrendo com os que sofrem e se alegrando com os que se alegram e sempre buscando agir naquelas situações mais difíceis e degradantes, onde a pessoa humana está vivendo. È o bom samaritano que desce do seu animal, se abaixa para socorrer a pessoa caída, vítima da maldade humana, ou do sofrimento inevitável da vida. O outro movimento do aparecer é quando ele busca responder aos desafios, superar os problemas e encontrar soluções, suscitando vida e esperança onde vive. Quando o bem acontece, se expande gerando outro bem. O bem que foi realizado já se torna uma luz para aqueles foram beneficiados.

“Vós sois o sal da terra e a luz do mundo” Mt. 5,13-14

Duas metas devem-se alcançar em relação aos cristãos leigos: dentro da Igreja, ajudá-los a se tornar sujeito eclesial, isto é maduro na fé, testemunhando o amor a Cristo e à Igreja, servindo aos irmãos, servindo com coragem e fidelidade. Fora da Igreja, o leigo deve agir no mundo, “primeiro lugar da sua presença, atuação e missão”, como cidadão, participando e agindo de acordo com os valores do evangelho para transformar as estruturas que determinam a existência humana.
Onde você está atuando mais, dentro da Igreja ou da sociedade? Que passos devem ser dados para ter um equilíbrio de atuação dentro e fora da Igreja? O que poderemos fazer em nível de paróquia, para viver o ano do laicato?
 Um grande abraço a todos, do seu amigo e irmão, D. Sebastião Bandeira.
[ CLIQUE AQUI PARA COMPARTILHAR NO WHATSAPP ]

Sobre Acesso Cristão Diocese de Coroatá

PORTAL DE NOTÍCIAS CATÓLICA DO MARANHÃO ""
SEJA NOSSO PARCEIRO E COLABORE PATROCINANDO ESTE SITE SUA MARCA EVANGELIZANDO COM AGENTE - WHTS 98I089864