-
-
OBRIGADO POR ACESSAR O PORTAL ACESSO CRISTÃO - MÊS VOCACIONAL, REZEMOS POR TODAS AS VOCAÇÕES.

Bispo mexicano Dom Alonso Garza Treviño criou o “Bate-papo com o bispo” utilizando o aplicativo WhatsApp.

bispo


Diante da proposta do Papa Francisco de utilizar os meios de comunicação, especialmente a internet, como instrumentos de união entre as pessoas, a Igreja Católica do México vem dado passos importantes neste sentido, que tem como objetivo fortalecer a cultura do encontro e a solidariedade através dos meios digitais.
É por isso que o bispo mexicano Dom Alonso Garza Treviño criou o “Bate-papo com o bispo”, para que os jovens tenham a oportunidade de conversar com ele e resolver todas as suas dúvidas utilizando o aplicativo WhatsApp.
Dom Alonso explicou que a ideia surgiu da necessidade dos jovens de contar com um espaço para falar sobre temas que geralmente não se atrevem a expor em público. A Pastoral da Juventude criou um espaço com smartphones para que todos possam escrever sem inibição suas dúvidas e comentários por meio do whatsapp.
whats
Fizeram uma primeira experiência com 130 jovens, divididos em mesas de 10 pessoas, que se conectaram com o bispo usando o aplicativo. Após uma breve conversa, começaram a apresentar suas inquietudes, que depois foram classificadas por temas e ordenadas de acordo com a similitude das abordagens, para poder responder a todos sem necessidade de fazê-lo uma a uma.
As participações foram divididas em 3 campos: o primeiro foi totalmente pessoal, e nele fizeram perguntas relacionadas ao namoro, amizade, sexualidade, estudos e política, entre outros temas.
O segundo campo tratou da sua situação familiar, e nele expuseram todas as suas dúvidas sobre conflitos entre pais e irmãos.
E o terceiro campo era sobre suas inquietudes em matéria de pastoral dos grupos; nele, abordaram sua formação religiosa, o seguimento de Cristo, dúvidas sobre o Evangelho, o tipo de assessoria que recebem, o acompanhamento dos padres, o que eles esperam da Igreja e o que a Igreja espera deles.
O bispo explicou que, se não tivesse utilizado este mecanismo de trabalho, a maioria dos jovens não teria se atrevido a expor suas inquietudes, intimidados pela presença dos outros. No entanto, com esta experiência, nem um só jovem deixou de participar, e no final havia mais de 400 perguntas.
A experiência foi intensa e interessante, e agora estudam a possibilidade de abri-la a jovens de outras comunidades e a maneira de prestar este serviço a distância, sem necessidade de reunir todos em um lugar específico. “Basta combinar um horário determinado e nos conectarmos todos via whatsapp”, disse o bispo.
Dom Alonso disse que as redes sociais são uma maneira muito útil para a Igreja, porque permitem compartilhar e discutir o Evangelho, tratando dos problemas que realmente interessam aos jovens.
“Estou convencido de que o uso das redes sociais não é só conveniente, mas necessário, porque hoje em dia, para muitos jovens, o que não está nas redes sociais simplesmente não existe, e não pode ser que Jesus não exista para eles. Então, Jesus precisa estar nas redes sociais.”
Finalmente, o prelado também comentou que vários dos jovens que receberam a Crisma mantiveram contato com ele por meio do Facebook, utilizando-o como ferramenta de comunicação para compartilhar suas experiências e expor suas dúvidas.

Fonte: Shalom
[ CLIQUE AQUI PARA COMPARTILHAR NO WHATSAPP ]

Sobre Portal Acesso Cristão

PORTAL DE NOTÍCIAS CATÓLICA DO MARANHÃO ""
Postar um comentário