-
-

Inicia processo de beatificação de padre Aloísio Boeing


A Diocese de Joinville em Santa Catarina abriu nesta sexta-feira (17) o processo de beatificação do padre Aloísio Boeing, com instalação do Tribunal para a Causa. A cerimônia aconteceu na Catedral São Francisco Xavier.  A documentação enviada à Congregação para as Causas dos Santos foi aprovada em fevereiro de 2013, um ano depois da entrada do pedido. O postulador da causa é o doutor Paolo Vilotta, leigo italiano que mora em Roma e acompanha mais de 20 causas só do Brasil, entre elas, a de Nhá Chica, Odetinha, dom José Antônio do Couto, entre outros. Padre Aloísio, um sacerdote da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus (Dehonianos) viveu na mesma época e na mesma vila que a Beata Albertina Berkenbrock, uma das intercessoras da Jornada Mundial da Juventude. O vice postulador da Causa de padre Aloísio, padre Léo Heck, religioso dehoniano, lembrou essa relação entre o padre Aloísio e a Beata Albertina. “O Servo de Deus, padre Aloísio é coetâneo e conterrâneo da beata Albertina Berkenbrock. Teve berço e formação semelhante a da Albertina: mesmos professores, educadores, catequistas e pároco que a pequena Albertina. A diferença é que ele saiu aos 11 anos de sua terra para se fazer padre e, Albertina, fiel aos seus princípios e fé, sofreu o martírio. Padre Aloísio alcançou virtuosamente a idade de 92 anos e meio, vividos na fidelidade dos ensinamentos da Palavra”. Padre Léo esclareceu que com a instalação do Tribunal Eclesiástico para a Causa, inicia-se a fase diocesana do inquérito sobre a vida de fé e obras do candidato. A partir deste momento, ele passa a ser chamado de Servo de Deus, para o culto privado. Nesta fase o tribunal colhe o depoimento de ao menos 30 testemunhas, sobre as suas virtudes. O vice postulador falou ainda sobre a alegria da congregação pela abertura do processo do padre Aloísio. 
“Nós, Família dehoniana, estamos felizes por tudo o que está acontecendo. Estamos na expectativa da abertura do processo, e pedimos ao bom Deus, que o quanto antes ele seja declarado Venerável. Que Deus logo confirme o seu poder de intercessão com um milagre, para que possa ser declarado beato”. Padre Aloísio Boeing nasceu em Vargem do Cedro, uma vila localizada em São Martinho (SC). Primeiro filho do casal João Boeing e Josephina Effting Boeing, cresceu em uma família cristã e viveu uma infância na simplicidade. Deixou a sua família aos doze anos para viver a vocação sacerdotal. Em 1974, fundou a Fraternidade Mariana do Coração de Jesus, em Jaraguá do Sul (SC), uma associação pública de fiéis. Durante 24 anos foi mestre de noviços em Jaraguá do Sul. O sacerdote viveu praticamente a vida inteira no sul do país. “É difícil definir em poucas palavras quem foi padre Aloísio. Quem o conheceu pessoalmente sabe disso. Era uma pessoa que transmitia muita paz, harmonia e força. Só o simples fato de estar na presença dele, receber uma bênção, uma palavra, fazia com que as pessoas se sentissem confortadas. Era homem de profunda comunhão com Deus. Inspirava isto. Passava horas, na capela, em oração. Sempre estava disponível para as pessoas; de uma bondade e misericórdia muito grande. Levava as pessoas a ter um encontro com Deus. Um formador e educador exímio, zeloso, devotado, sábio”, afirmou padre Léo sobre o exemplo deixado pelo candidato a honra dos altares.

[ CLIQUE AQUI PARA COMPARTILHAR NO WHATSAPP ]

Sobre Portal Acesso Cristão

PORTAL DE NOTÍCIAS CATÓLICA DO MARANHÃO ""
SEJA NOSSO PARCEIRO E COLABORE PATROCINANDO ESTE SITE SUA MARCA EM NOSSO PORTAL VAI LONGE - WHTS 98I089864